quarta-feira, 19 de março de 2008

Pelas ruas

Pensando bem, pelas calçadas.
De bicicleta, gravei alguns vídeos sobre o que acontece no trânsito. Selecionei 3 deles: um carro na calçada; uns cavalos, hora na calçada, hora parados em local não permitido, e um cadeirante, que sem espaço e sem calçada, pilotava sua cadeira entre os carros.
Percebi, e não é de hoje, que a ordem é deixar a ordem de lado.
Não vou me estender, prefiro que os leitores comentem as imagens que estão aí embaixo.
Dúvida! Como podem ser leitores se vão ver vídeos também? Isso não está em discussão, mas, vale comentar.
Quero só ver o que o Prates vai dizer dessa turma que anda ou trava o trânsito.

4 comentários:

Marco Antonio Zanfra disse...

Obrigado por colaborar para o meu iminente colapso nervoso. Não sei se é por força de minha posição atual, mas tudo o que é relacionado à má educação no trânsito me estressa. Olho pela janela de minha sala e vejo o que fazem no estacionamento do Detran e me estresso; vejo pela cidade o total descaso dos motoristas com as mais ínfimas noções de respeito à cidadania e me estresso; vejo a quantidade de mortos e feridos por culpa de irresponsabilidades que seriam punidas exemplarmente num país sério e me estresso. Então, de duas uma: ou entro em parafuso e vou parar na Colônia Santana, ou junto minhas coisinhas e vou morar num lugarejo onde só se anda de bicicleta, de carroça ou a pé.

Fabiano Marques disse...

Iminente colapso nervoso. Realmente, essa história te estressa Zanfra. Experimenta andar de bicicleta para ver.Experimenta.

Augusto disse...

Fabiano,

com esse estresse todo, acho que a melhor saída ainda é ANDAR! (literalmente) A caminhada na beira-mar ou no parque de coqueiros deveria se transformar em caminhada para o trabalho, para o banco...
pense nisso!
abração...

Anônimo disse...

Fala professor!!! Obrigado pela visita no nosso blog novo... Espero que continue frequentanto.
Grande abraço,
Diego