domingo, 30 de março de 2008

Vera versus Tim e vice-versos



Tim Maia cantou a Verinha. Ela não deu trela e o síndico mostrou a língua. O show foi em 1995, no Largo da Alfândega, em Florianópolis.
Tim estava passando o som e, ao notar a presença da repórter Vera Maria, ficou enlouquecido. Foi do Leme ao Pontal, não viu nada igual, e soltou aquele batidão funk cujo refrão diz: Uh! Uh! Uh! Que beleza!

Segundo informações que colhi nas conversas de botequim, foi uma das poucas vezes em que ele não reclamou do retorno. Aliás, o vozeirão só chiou porque a musa acelerava pela tangente. A moça que o inspirava, ao mesmo tempo, o ignorava.
Imagino Tim cantando:

- Quando o inverno chegar, eu quero estar junto a ti.

Como num duelo, daqueles dignos de Herivelto Martins e Dalva de Oliveira, Vera rebatia:

- Toda verdade deve ser falada, e não vale nada se enganar. Não tem mais jeito, tudo está desfeito, com você não posso mais ficar.

E teve mais!

Tim Você é algo assim....é tudo pra mim....
VeraO que me importa se você me adora, se já não há razão pra lhe querer.

O derradeiro verso saiu de Tim:

Você marcou em minha vida, viveu morreu na minha história, chego a ter medo do futuro...

O lamento de Tim Maia foi tanto que, depois de passar o som, o cantor voltou para o Hotel Castelmar, em frente ao Parque da Luz. Lá pelas tantas, perto da hora do show, foram buscá-lo para que cantasse para uma multidão que lotava o Largo da Alfândega.

Não teve jeito. Tim disse que o show teria sido aquela passagem de som. Algumas pessoas garantem que ele soltou a seguinte frase: “O show eu já fiz para uma mulher maravilhosa que estava lá.”

Me dê motivo, para ir embora
Estou vendo a hora de te perder
Me dê motivo, vai ser agora
Estou indo embora, o que fazer.

4 comentários:

Marco Antonio Zanfra disse...

Legal, cara. O melhor texto de seu blog até hoje.

thiagoCeles disse...

"Não, eu não mudei, só despertei
Pra certas coisas que eu não quis acreditar
Te magoei, te desprezei, agora sei que fui feliz
Não, eu não podia te perder..."

Escutei outro dia ela cantarolando mais uma bela canção "Tim Maienze", será que ele nao foi tocar pq ela foi visita-lo? Fica no ar essa pergunta. Porque outro dia encontrei ela no restaurante mais ou menos assim...

"Há tempo
Que eu não durmo
Só consigo
Ouvir seu nome
Não está mole
Não me conforto
Me rolo
A noite inteira
Esperando sempre em vão
Tô cheio de vontade
No fim
Ele não vem
Você mentiu
Você mentiu pra mim
Você fingiu pra mim
Você jurou me amar
Você mentiu
Você mentiu pra mim
Você fingiu pra mim
Você jurou gostar..."

hahaha.
abraço my friend!!!

Fabiano Marques disse...

O Celes provocou. Está nas mãos da Vera desvendar o que levou Tim a não ir ao show.

Charles disse...

Eu estava trabalhando com ela nesse dia.
O Tim chegou no ouvido dela e perguntou: E aí gatinha, vc quer jantar comigo?